Internet sem fio está disponível em cinco pontos da cidade de Santos

Cada vez mais brasileiros têm acesso à internet, ferramenta fundamental para pesquisas, atualização e contatos em qualquer parte do mundo. Em guia de Santos, o uso da internet é estimulado pela prefeitura desde 2008 com acesso gratuito em cinco pontos.

Com notebook, iphone, celular ou tablets, os internautas podem navegar ao ar livre na Praça Mauá e na Praça Barão do Rio Branco (Centro Histórico), no Parque Municipal Roberto Mário Santini (emissário submarino), onde está presente a internet sem fio.

Na orla, há mais dois pontos: Biblioteca Municipal Mario Faria (posto 6, Aparecida), de segunda a sexta, das 9h às 19h, e sábado e domingo, das 9h às 13h; e Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes (posto 5, Boqueirão), de terça a sábado, das 9h às 19h, e domingo, das 9h às 13h.

O equipamento precisa ter cartão ou placa wireless. Neste último, o internauta deve procurar pelo ícone conexão de rede sem fio, selecionar a opção exibir redes sem fio disponíveis, escolher a rede ‘santosinternetgratis’ e clicar em conectar.





O sistema faz parte do projeto Infovia Santos, da prefeitura, e interliga aos serviços municipais, além de oferecer acesso a sites de empregos, notícias, e-mails e pesquisas.

Quase todos os dias, na hora do almoço, Mauren Heloise Campos, de 21 anos, utiliza o sistema wireless na Praça Mauá. “Acho bom porque muita gente não tem acesso à internet no trabalho e aqui pode entrar pelo celular”.

Elias Henrique Iglesias, 16 anos, também usufrui do serviço no local para acessar as redes sociais, “Ajuda a passar o tempo. E essa facilidade da prefeitura acompanha a evolução da comunicação”

Destaque
Recentemente, Santos se destacou por alcançar o 7º lugar no Índice Brasil de Cidades Digitais, iniciativa pioneira da Momento Editorial, que publica a revista Wireless Mundi, em parceria com a Fundação CPqD.

Foi medido o nível de digitalização de 75 cidades brasileiras em relação à infraestrutura tecnológica (equipamentos e cobertura geográfica), disponibilidade de serviços digitais e recursos de acessibilidade para deficientes ou analfabetos.

Fonte: Prefeitura de Santos